Quem Somos

 

A AMAP (Associação mães de anjos da Paraíba) foi fundada dia 05 de maio de 2017, na cidade de João Pessoa/PB, devidamente registrada em cartório, CNPJ surgiu da união das mães de crianças com microcefalia por Síndrome Congênita do Zika vírus – SCVZ, pela necessidade de lutar pelos direitos das crianças acometidas por esse surto de zika. Como representante e em prol das crianças com microcefalia da Paraíba a AMAP até o momento acolhe 125 crianças, ainda não temos sede física, estamos nos estruturando para poder dar um apoio melhor para as crianças, mães, familiares. Todos que fazem a AMAP são pais ou mães de crianças com microcefalia de diversas cidades da Paraíba como: João Pessoa, Santa Rita, Bayeux, Conde, Alhandra, caaporã, Campina Grande, Areia, Patos, Cubati, Pocinhos, Solânea, Belém, Gurinhém, Aparecida, Monteiro, Lagoa Nova, Cajazeiras…

 

Missão

A Associação tem por finalidade a defesa dos direitos das pessoas com microcefalia e com Síndrome congênita do zika vírus, em particular pela promoção dos direitos à vida sem violência, à igualdade, à saúde, à acessibilidade, à educação, inclusão na sociedade para atender suas necessidades físicas, psicológicas, recreativas , culturais, de cidadania e no mercado de trabalho propiciando a capacidade de promover suas próprias subsistências, através da execução de profissões compatíveis com os limites de suas deficiências.

Poderá firmar convênios ou contratos, e articular-se, pela forma conveniente, com órgãos ou entidades, públicas e privadas, nacionais e/ou estrangeiras.

 

Valores

Tendo como valores os seguintes princípios: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e eficiência, sem qualquer discriminação.

 

Visão

  • Garantir uma melhor qualidade de vida das crianças com microcefalia no estado da Paraíba, começando por João Pessoa por ser a cidade com maior número de casos confirmados de crianças com microcefalia por SCZV;
  • Lutar por tratamentos intensivos e multidisciplinares;
  • Um centro de referência exclusivo pra estimulação e tratamentos das crianças com SCZV e Microcefalia;
  • Conseguir uma sede física para a Associação;
  • Conseguir parceiros que nos ajudem nessa causa;
  • Desenvolver projetos de assistência as mães: pois a maioria é de baixa renda, mãe solteira e tiveram que abandonar seus empregos para se dedicarem exclusivamente aos bebês. E não conseguiram o auxílio do INSS;
  • Carrinhos adaptados, órteses, e cadeiras de rodas; a maioria das crianças estão necessitando de órteses e carrinhos adaptados. E não conseguem pela prefeitura.
    Dificultando os tratamentos e locomoção dos bebês.
×